domingo, 3 de agosto de 2008

Só por hoje, sou grato


Numa pequena aldeia, vivia um homem velho e pobre que tinha um belo cavalo. Mesmo sendo muito pobre, sempre recusou qualquer oferta de compra do cavalo porque este tornou-se como um amigo para ele.
Os outros aldeãos achavam que ele era excentrico e idiota porque podia acabar com a sua pobreza, vendendo o cavalo.
Um dia o estábulo estava vazio e os aldeãos convenceram-se que o cavalo tinha sido roubado e todos concordaram que teria sido bem melhor o cavalo ter sido vendido. O pobre dono do cavalo disse que o único facto era que o cavalo não estava no estábulo e que os outros não deviam julgar a situação. Algum tempo depois, o cavalo voltou com mais uma dúzia de cavalos selvagens. Agora, os aldeões diziam que uma grande fortuna tinha vindo ao pobre homem mas, outra vez, ele disse-lhes para olharem para os factos globais e não julgarem apenas um pequeno fragmento da realidade.
O único filho do pobre homem começou a treinar os cavalos e um dia caiu e partiu a perna.
Todos na aldeia disseram que foi uma grande calamidade, pois ele era o único filho do pobre homem mas este, voltou a referir que não deviam julgar a situação apenas por aquilo que viam.
Mais tarde, iniciou um guerra e todos os jovens válidos da aldeia foram chamados, menos o filho do pobre homem.
Esta história, retirada do livro "Reiki Fire" de Frank Arjava Petter, chama-nos a atenção para não julgarmos a vida de um ponto de vista limitado. Conhecendo o todo e confiando no momento e no que ele nos proporciona a nossa vida torna-se mais leve e cheia de sabedoria.
Kyo dake wa, kansha shite - Só por hoje, sou grato.

2 comentários:

Daniela disse...

bonito...
um bj

Anjo Selvagem disse...

Mt bonito, realmente ao ler isto dei-me conta de quanto somos injustos, pois muitas vezes vemos a vida apenas de uma forma muito limitada. Vou tentar olhar sempre com olhos de ver, de uma forma bem menos limitada... Começo a dar-me conta de que muitas das coisas que me aconteceram até hoje de mal, realmente abriram uma porta ou janela para algo bom!!
Obrigada
Abraço de Luz
Mariana